Pesquisa Ipespe: 68% querem extensão do auxílio emergencial para 2021

Pesquisa XP Ipespe mostrou que, para 68% da população, o governo Jair Bolsonaro deveria manter o auxílio emergencial nos primeiros meses de 2021, caso não tenha conseguido implementar um novo programa de transferência de renda

Jair Bolsonaro com Paulo Guedes, aplicativo do auxílio emergêncial e fachada da Caixa Econômica
Jair Bolsonaro com Paulo Guedes, aplicativo do auxílio emergêncial e fachada da Caixa Econômica (Foto: Reuters | Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa XP Ipespe mostrou que, para 68% da população, o governo federal deveria manter o auxílio emergencial nos primeiros meses de 2021, caso não tenha conseguido implementar um novo programa de transferência de renda. O índice a 73% entre os que recebem o auxílio e a 65% entre quem não tem o benefício atualmente. E, entre quem recebe o auxílio, apenas 22% disseram ter a crença de que serão contemplados pelo novo programa de transferência de renda.

De acordo com o levantamento, 64% avaliam que o pior já passou e 30% estimam que o pior está por vir. A maioria da população (53%) espera que haja vacina disponível no primeiro semestre de 2021.

Os dados apontaram que 39% consideram a administração ótima ou boa e 31% a veem como ruim ou péssima.

Foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional, nos dias 8, 9, 10 e 11 de outubro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247