PF abrirá investigação sobre denúncia de Paulo Marinho que envolve Flávio Bolsonaro e Queiroz

Em nota, o órgão disse que “todas as notícias de eventual desvio de conduta devem ser apuradas e, nesse sentido, foi determinada, na data de hoje, a instauração de novo procedimento específico para a apuração dos fatos apontados”

www.brasil247.com - Relator vota por anular quebra de sigilos de Flávio Bolsonaro.
Relator vota por anular quebra de sigilos de Flávio Bolsonaro. (Foto: Divulgação)


247 - A Polícia Federal vai abrir uma investigação sobre a denúncia feita pelo empresário Paulo Marinho, que foi suplente de Flávio Bolsonaro na disputa para o Senado em 2018, de que o hoje senador foi avisado pela Polícia Federal de que seu assessor Fabrício Queiroz era alvo de investigação.

De acordo com Paulo Marinho, um delegado da PF simpatizante a Jair Bolsonaro revelou a Flávio que Queiroz estava entre os investigados na Operação Furna da Onça e ainda adiaram a ação para que ela não atrapalhasse o segundo turno da eleição, que acabou resultando na vitória de Bolsonaro.

Em nota, o órgão disse que “todas as notícias de eventual desvio de conduta devem ser apuradas e, nesse sentido, foi determinada, na data de hoje, a instauração de novo procedimento específico para a apuração dos fatos apontados”, informa a colunista Bela Megale, do jornal O Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma investigação já foi realizada pela Polícia Federal para apurar se houve vazamentos relacionados à operação “Furna da Onça” e concluiu que não houve vazamentos, porém, diante das declarações de Marinho, um novo procedimento será aberto e deve ser conduzido pela Corregedoria do órgão, diz a jornalista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email