CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

PF está de prontidão na casa de Jefferson

Pelo menos cinco policiais aguardam a chegada do mandado de prisão expedido na sexta-feira (21) por Joaquim Barbosa; no início da madrugada, o ex-deputado disse que iria descansar com a família e se entregaria assim que a ordem fosse apresentada; Jefferson está condenado a sete anos e 14 dias de prisão em regime semi-aberto pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro; detenção acontece três meses após o encarceramento do núcleo petista da AP 470

Imagem Thumbnail
COMENDADOR LEVY GASPARIAN, RJ. 20.11.2013: MENSALÃO/ROBERTO JEFFERSON - O ex-deputado, Roberto Jefferson, delator do esquema do mensalão, em sua residência no município de Comendador Levy Gasparian, no centro-sul do Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/F (Foto: Realle Palazzo-Martini)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - A Polícia Federal designou cinco homens para ficarem de campana na porta da casa do ex-deputado Roberto Jefferson, condenado na Ação Penal 470, cuja prisão foi decretada na sexta-feira pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. O petebista, delator do chamado “esquema do mensalão”, disse na madrugada deste sábado (22) que vai se entregar assim que for notificado oficialmente sobre a prisão.

Jefferson permanece em casa em Levy Gasparian, no Rio de Janeiro, ao lado dos filhos. Minutos após a chegada dos policiais federais (que ainda nesta manhã aguardavam a chegada do mandado de prisão), o condenado apareceu na sacada da casa. Ele disse que iria descansar com a família. A expectativa de Jefferson é que o documento seja apresentado na manhã deste sábado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Jefferson, condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, alegou que precisa de cuidados médicos especiais porque ainda está em tratamento contra um câncer no pâncreas. Ainda assim, teve o pedido de prisão domiciliar negado pelo Supremo.

O ex-deputado deverá cumprir uma pena de sete anos e 14 dias de detenção em regime semi-aberto, segundo a sentença. Ele deve ser levado para a Superintendência da PF no Rio, na Praça Mauá.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A ordem de detenção de Roberto Jefferson acontece três meses após a prisão do núcleo petista dos condenados na AP 470, José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, que cumprem pena no Presídio da Papuda, em Brasília.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO