PF indicia Bivar e três candidatas laranjas do PSL em Pernambuco

A Polícia Federal indiciou o presidente nacional do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE), e três mulheres de Pernambuco sob suspeita dos crimes de apropriação indébita de recurso eleitoral, falsidade ideológica eleitoral e associação criminosa

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 - A Polícia Federal indiciou nesta sexta-feira (29) o presidente nacional do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE), e três mulheres de Pernambuco sob suspeita de participação em uma esquema de candidaturas de laranjas para desviar dinheiro público da legenda. Eles foram indiciados sob suspeita dos crimes de apropriação indébita de recurso eleitoral, falsidade ideológica eleitoral e associação criminosa - com penas de seis, cinco e três anos de cadeia, respectivamente.

Secretária de Bivar há cerca de 30 anos, Maria de Lourdes Paixão, 68, concorreu a deputada federal e teve apenas 274 votos, sendo a terceira maior beneficiada com verba do PSL em todo o País, mais do que Jair Bolsonaro e a deputada Joice Hasselmann (SP), essa com 1,079 milhão de votos. A candidata laranja recebeu R$ 400 mil de dinheiro público eleitoral e declarou ter gasto R$ 380 mil numa gráfica de fachada.

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) reprovou, nesta quarta-feira (27), por unanimidade, as contas da candidata e determinou a devolução de R$ 380 mil.



Ao vivo na TV 247 Youtube 247