PGR defende volta de Queiroz e Márcia Aguiar à prisão

Queiroz e Márcia tiveram prisão decretada em 14 de agosto, mas o ministro do STF Gilmar Mendes os manteve em regime domiciliar

Márcia Oliveira de Aguiar e Fabrício Queiroz
Márcia Oliveira de Aguiar e Fabrício Queiroz (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Procuradoria-Geral da República enviou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo a volta do ex-assessor de Flávio Bolsonaro Fabrício Queiroz e sua esposa, Márcia Aguiar, à prisão.

Ambos tiveram prisão decretada em 14 de agosto, mas o ministro do Supremo Gilmar Mendes revogou a decisão e deixou o casal em regime domiciliar.

O caso corre em sigilo e o parecer também não foi divulgado. O pedido da PGR é assinado pelo subprocurador-geral da República Alcides Martins.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247