Planalto amplia poder de ministro da Cidadania e enfraquece DEM

O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB), exerce uma crescente influência na condução de políticas que tradicionalmente são atribuições da pasta da Saúde, chefiada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, um dos representantes do DEM no primeiro escalão.O DEM flerta com potenciais adversários de Bolsonaro em 2022

O ministro da Cidadania, Osmar Terra.
O ministro da Cidadania, Osmar Terra. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com aval do Palácio do Planalto, o ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB), exerce uma crescente influência na condução de políticas que tradicionalmente são atribuições da pasta da Saúde, atualmente chefiada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, um dos três representantes do DEM no primeiro escalão. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

O DEM flerta com potenciais adversários de Bolsonaro em 2022. Nessa lista está o governador tucano de São Paulo, João Doria.

A movimentação começou ainda em maio, quando Terra defendeu um projeto de sua autoria que alterava a política de drogas no País. "Terra e Mandetta têm estilos opostos. O ministro da Saúde é mais contido e procura se afastar de temas considerados polêmicos, encampados pelo governo", destaca a reportagem.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247