CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

PMDB lança radialista em Salvador

O escolhido Mario Kertsz, que j foi prefeito da cidade; relao com o PT cada vez mais delicada

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Romulo Faro_247- O Bahia 247 soube com exclusividade que o vice-presidente da República Federativa do Brasil, Michel Temer (PMDB), vem a Salvador no próximo dia 29 mostrar que o PMDB não está de brincadeira com o apresentador Mário Kertész. Temer vem dar uma força ao vice-presidente da Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima, quem está fazendo um intenso trabalho para conseguir convencer Mário. A demonstração de que o radialista é a grande aposta da legenda ficou mais clara nesta manhã no Centro Cultural da Câmara Municipal com o discurso do presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp (PMDB-RO). "Geddel está fazendo um intenso trabalho para convencer Mário Kertész a ser candidato a prefeito e nós vamos apoiá-lo". Apesar de não estar exercendo cargo eletivo nem ser ministro de primeiro escalão do governo Dilma Rousseff (PT), o baiano goza de prestígio e tem opinião decisiva em âmbito nacional. "O taxista que me trouxe do aeroporto veio me dizendo que foi Geddel quem reelegeu João Henrique (PP)", afirmou Raupp.

O evento, oficialmente, teve o objetivo de incentivar novas filiações com vistas a 2012 e entregar certificados do curso de formação política a jovens filiados promovido pela Fundação Ulysses Guimarães. Porém, como se trata de um partido político, o discurso ganhou caráter de palanque eleitoral. O senador Valdir Raupp afastou a possibilidade de o PMDB se reconciliar com o PT do governador Wagner na Bahia e não perdeu tempo para deixar clara a possibilidade de rompimento da aliança nacional com os petistas, lançando candidatura própria à Presidência da República. Com seis ministros, cinco governadores, 80 deputados federais e 20 senadores, o partido vê com solidez a capacidade de governar o Brasil. "Temos uma aliança histórica com o PT, mas, como dizia Ulysses Guimarães, 'navegar é preciso, mas viver não é preciso'", afirmou o líder nacional peemedebista. No entanto, ele afasta as especulações de que haja disputa e estranhamento das duas legendas no contato direto com Dilma.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A vinda do ministro a Salvador hoje foi a primeira das muitas visitas que o alto escalão do PMDB fará com o objetivo de fortalecer o candidato do partido à Prefeitura no ano que vem. Até então, o mais cotado é o Mário. Raupp disse ao 247 que o diretório baiano do PMDB é um dos mais importantes do país. Foi reforçado também a orientação da executiva nacional de que todas as capitais brasileiras terão candidatos próprios do partido. O encontro reuniu além de Raupp e Geddel, o presidente do PMDB baiano, deputado federal Lúcio Vieira Lima; o presidente da Câmara, vereador Pedro Godinho (PMDB), além de vereadores, prefeitos e presidentes de diretórios municipais do interior.

Oposição

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Quem quiser aprender a fazer oposição venha para a Bahia". Foi assim que o ex-ministro Geddel "tranqüilizou" os caciques nacionais do PMDB ao reafirmar que Wagner "continua sem fazer nada" pelos baianos. "Se Lula fez muito pelo Brasil, Wagner não faz nada aqui".

Crise

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O fato de a presidente Dilma ter perdido dois ministros da comissão de frente no seu governo em um mês (Antônio Palocci da Casa Civil e Alfredo Nascimento dos Transportes) mergulhados em corrupção não acende o sinal vermelho no Planalto. É no que acredita Valdir Raupp. O peemedebista avalia que crises acontecem e que devem existir mais, mas sai e defesa da presidente. Avalia que Dilma soube conduzir com sobriedade as duas situações.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO