PMDB terá 3 mil candidatos nas eleições, diz Raupp

Presidente nacional do partido, senador Valdir Raupp (RO) afirmou, sobre coligaes, que "onde der, a gente fecha (coligao), onde no der, a gente disputa"; ele justificou a excluso de Sarney de propaganda eleitoral do partido

PMDB terá 3 mil candidatos nas eleições, diz Raupp
PMDB terá 3 mil candidatos nas eleições, diz Raupp (Foto: Divulgação)

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), disse hoje que o partido contará com três mil candidatos nas eleições de outubro e que estará disputando 22 capitais. Sobre coligações com o PT, Raupp disse que "onde der, a gente fecha (coligação), onde não der, a gente disputa".

E citou como exemplo o que deverá ocorrer na cidade de São Paulo onde, segundo ele, Gabriel Chalita tem mais chance de se eleger prefeito do que o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, escolhido candidato do PT pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Justificou a expectativa citando o resultado das pesquisas quantitativas que apontam a tendência de o nome de Chalita crescer gradativamente na disputa.

Sobre a possibilidade de o tucano José Serra concorrer à eleição Valdir Raupp reconhece que se trata de "um forte candidato". "Mas não é imbatível, além de existir uma rejeição muito forte contra ele", disse.

Raupp justifica exclusão de Sarney de propaganda

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), tentou explicar hoje os motivos que levaram o presidente do Senado e o líder do partido na Casa, senadores José Sarney (AP) e Renan Calheiros (AL), a serem excluídos do programa televisivo do partido e das inserções veiculadas no horário gratuito neste início de ano. Segundo Raupp, Sarney e Calheiros não participaram dessas gravações porque o partido decidiu priorizar os pré-candidatos às eleições municipais.

Raupp negou a informação de que Sarney e Renan tinham sido excluídos para atender a uma orientação de marqueteiros, interessados em distanciar a imagem do PMDB desses dois parlamentares. No programa exibido no dia 9 de janeiro, participaram o vice-presidente da República, Michel Temer; o líder do partido na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN); os senadores Eunício Oliveira (CE), Eduardo Braga (AM) e Luiz Henrique (SC), além do pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, entre outros.

"Tínhamos de priorizar outros nomes e o tempo é muito curto", alegou, referindo-se ao tempo de dez minutos do programa completo e às inserções de 30 segundos na TV. Raupp argumentou que Sarney e Renan apareceram nos programas institucionais do ano passado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247