Propaganda eleitoral na tevê começa morna no Recife

Primeiro programa do horário eleitoral gratuito na televisão serviu para que os candidatos à Prefeitura do Recife se apresentassem ao eleitor, com foco na vida pessoal e política de cada um dos prefeituráveis

Propaganda eleitoral na tevê começa morna no Recife
Propaganda eleitoral na tevê começa morna no Recife (Foto: Edição/247)

Raphael Coutinho _PE247

– O primeiro guia eleitoral dos candidatos majoritários à Prefeitura do Recife foi marcado por apresentações e demonstrações de apoio aos prefeituráveis. Os quatro principais concorrentes resolveram falar de suas histórias pessoais e políticas, além de dizer ao eleitor quem são os nomes que estão por trás deles. Coube ao candidato Esteves Jacinto (PRTB) fazer a primeira provocação do guia, além da tradicional crítica do PSTU, em relação aos governantes atuais.

O candidato Mendonça Filho (DEM) foi o primeiro a aparecer na TV e abriu o seu programa relembrando a sua carreira política, passando pela sua atuação como deputado, secretário de Estado, entre outros cargos. O democrata ressaltou que o bom momento vivido por Pernambuco foi iniciado quando foi vice-governador e governador, com trabalho para trazer a Refinaria, o Estaleiro, a Petroquímica e a obra de duplicação da BR-232.

O segundo a aparecer, entre os candidatos melhor colocados nas últimas pesquisas de intenção de voto, foi Daniel Coelho (PSDB). O prefeiturável também focou na sua história política, como vereador e deputado estadual. O mote utilizado pelo tucano para conquistar o eleitor foi ressaltar que faz parte de um novo perfil de políticos, além de explicar a sua saída do Partido Verde. Para reforçar o coro de apoio à sua candidatura, o presidente nacional do PSDB, o deputado federal por Pernambuco, Sérgio Guerra, exaltou suas qualidades. “Ele é jovem, tem coragem, é sincero. É alguém que pode mudar a cidade”, falou o dirigente nacional.

Geraldo Júlio (PSB) teve o maior tempo entre todos os candidatos. O socialista aproveitou o programa para se apresentar ao eleitor e divulgar o seu currículo, mostrando histórias pessoais e como gestor. O grande personagem de seu guia foi o seu padrinho, o governador e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos. “Escolhemos alguém que sabe liderar e trabalha duro. Estou completamente seguro de que fizemos a melhor opção. Ele é comprometido, sério e capaz”. Quem também deu o seu aval sobre o candidato foi o escritor Ariano Suassuna. Porém, o prefeiturável evitou a divulgação de alguns dos seus apoiadores, como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB).

O Partido dos Trabalhadores (PT) também preferiu utilizar a experiência do candidato Humberto Costa como trunfo. O programa petista resolveu focar no trabalho do candidato como ministro da Saúde, secretário de Estado e vereador. Porém, o ex-presidente Lula e o ex-prefeito João Paulo também tiveram grande participação no programa. “Lula e João Paulo são os grandes responsáveis pelas mudanças que ocorreram nos últimos anos no Recife”, resumiu Humberto. Lula também adiantou que estará em setembro, no Recife, para apoiar o senador. O nome do atual prefeito, João da Costa, também foi deixado de lado no programa.

Roberto Numeriano (PCB), Edna Costa (PPL) e Jair Pedro (PSTU), devido ao pouco tempo, preferiram falas diretas, com apresentações e críticas aos atuais gestores. Por outro lado, Esteves Jacinto (PRTB) escolheu o socialista Geraldo Júlio para bater “Não sou fabricado no Palácio do Campo das Princesas. Não se deixe influenciar por pesquisas”, disse, lembrando que o candidato do PSB é apoiado pelo senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) e pelos deputados federais Cadoca (PSC) e Inocêncio Oliveira (PR).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247