PSB paulista contraria Campos e apoia Serra

Comandado por Mrcio Frana, secretrio de Turismo do governo Alckmin, partido fecha com tucano; pedido de Eduardo Campos para aliana com Haddad foi ignorado e a pesquisa que mostra o petista com apenas 3% pesou na deciso

PSB paulista contraria Campos e apoia Serra
PSB paulista contraria Campos e apoia Serra (Foto: Divulgação)

247 – Nada é tão magnético na política quanto a perspectiva de poder. Para um partido que não tem um candidato natural à sucessão municipal em São Paulo, como é o caso do PSB, a decisão se resume a apoiar um lado ou outro. Ou seja: o PT, de Fernando Haddad, ou o PSDB, de José Serra.

Neste jogo, Lula fez apelos diretos ao presidente do PSB, Eduardo Campos, e a própria presidente Dilma fez afagos calorosos ao socialista numa viagem recente ao Recife. Nada disso adiantou. Neste domingo, o PSB, que em São Paulo é comandado por Márcio França, secretário de Turismo do governo Geraldo Alckmin, tomou sua decisão. Trata-se do apoio a Serra, que, em pesquisa Datafolha apareceu com 30% das intenções de voto contra 3% de Fernando Haddad.

Foi uma decisão, portanto, pragmática. Até porque, caso optasse por Haddad, o PSB também teria que entregar a poderosa secretaria que ocupa em São Paulo. É mais uma decisão que enfraquece a candidatura Haddad – uma aposta de Lula sem votos e sem apoio em outros partidos da base aliada.

Cresce, no PT, a aposta de que Haddad acabará desistindo e dando lugar à senadora Marta Suplicy, que ainda sonha em ser candidata à prefeitura em 2012 (leia mais aqui).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247