PSDB assina requerimento para tirar da pauta projeto de abuso de autoridade

Líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), assinou o requerimento de autoria do senador Álvaro Dias (PV-PR) para retirar da pauta da Casa o projeto de lei que trata do abuso de autoridade; avaliação do PSDB é que não há clima para se votar a proposta após as manifestações contra a corrupção deste domingo (5) e com a reação negativa causada das mudanças no projeto das dez propostas contra a corrupção de autoria do Ministério Público; "Não é o momento de ser votar. Pode ficar certo de que isso não vai para a pauta amanhã (terça-feira)", disse; Aécio, que já havia se mostrado favorável à votação, mudou de ideia após ser informado da posição da maioria da bancada

Em discurso na tribuna do Senado, senador Paulo Bauer (PSDB-SC)
Em discurso na tribuna do Senado, senador Paulo Bauer (PSDB-SC) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), assinou o requerimento de autoria do senador Álvaro Dias (PV-PR) para retirar da pauta da Casa o projeto de lei que trata do abuso de autoridade. Bauer disse que a decisão de assinar o requerimento foi tomada após uma conversa com o presidente do partido, senador Aécio Neves (MG), que está em São Paulo para participar de uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

De acordo com Bauer, a avaliação do PSDB é que não há clima para se votar a proposta após as manifestações contra a corrupção deste domingo (5) e com a reação negativa causada das mudanças no projeto das dez propostas contra a corrupção de autoria do Ministério Público. "Não é o momento de ser votar. Pode ficar certo de que isso não vai para a pauta amanhã (terça-feira)", afirmou o tucano.

Aécio, que já havia se mostrado favorável à votação, mudou de ideia após ser informado da posição da maioria da bancada. Aécio, porém, teria ressaltado que o discurso a ser adotado deve reforçar que o momento não é o ideal para a votação da proposta. Objetivo é evitar que o PSDB seja acusado de encampar a ideia de que o PSDB não irá mais votar a matéria.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247