PSDB deverá ganhar mais espaço no governo Temer

O assunto, que já havia sido alvo de discussão entre Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na última sexta-feira, já está em fase de implantação; ampliação da participação do PSDB também está sendo vista uma espécie de início de uma possível reforma ministerial e abre a chance de uma aliança eleitoral para as próximas eleições presidenciais; atualmente os tucanos ocupam os ministérios das Cidades e das Relações Exteriores

(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe lideranças do PSDB para almoço no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR
(Brasília - DF 25/11/2016) Presidente Michel Temer recebe lideranças do PSDB para almoço no Palácio da Alvorada. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Paulo Emílio)

247 - O PSDB deve ampliar o espaço que ocupa no governo Michel Temer. O assunto, que já havia sido alvo de discussão entre Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) na última sexta-feira (25), durante um jantar no Palácio do Planalto, em Brasília, já está em fase de implantação.

A iniciativa teria partido de FHC, que defende um maior protagonismo da legenda tucana no governo do peemedebista. A ampliação da participação do PSDB também está sendo vista uma espécie de início de uma possível reforma ministerial e abre a chance de uma aliança eleitoral para as próximas eleições presidenciais.

Nesta terça-feira (30), o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu uma maior participação do PSDB no governo Temer, que está tentando buscar um nome para substituir o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima, que caiu após denúncias de que teria incorrido no crime de tráfico de influência.

Atualmente o PSDB já possui o comando das pastas dos ministérios das Cidades e das relações Exteriores.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247