PSOL aciona STF contra Eduardo Bolsonaro após defesa de golpe em El Salvador contra o STF

"É mais um capítulo do seu desprezo à democracia", afirmou o PSOL, presidido por Juliano Medeiros, após Eduardo Bolsonaro defender um golpe em El Salvador

Juliano Medeiros e Eduardo Bolsonaro
Juliano Medeiros e Eduardo Bolsonaro (Foto: AB)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados anunciou nesta segunda-feira (3) que acionará o Supremo Tribunal Federal (STF) contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para que o parlamentar seja investigado no inquérito dos atos antidemocráticos.  A solicitação veio após o filho de Jair Bolsonaro defender um golpe em El Salvador

"A defesa do golpe na Suprema Corte de El Salvador, insinuando caminho parecido ao Brasil, é mais um capítulo do seu desprezo à democracia", afirmou o PSOL. 

Não foi a primeira vez que Eduardo demonstrou afinidade com práticas anticonstitucionais. Depois que o seu pai, Jair Bolsonaro, assumiu o governo, uma das declarações mais polêmicas feitas pelo deputado aconteceu em outubro de 2019, quando afirmou que, se a esquerda radicalizar, a gestão iria estudar a implantação de uma espécie de AI-5, emitido pelo então presidente Artur da Costa e Silva em 13 de dezembro de 1968.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email