PT 32 anos: instrumento da transformação social

O PT nunca cairá na cilada do comodismo: será sempre o partido da irreverência em relação a tudo que é dado como trivial na política

Nesses 32 anos de vida, o Partido dos Trabalhadores tem muito que comemorar. Fruto da capacidade de organização dos trabalhadores, dos estudantes, dos intelectuais, dos movimentos religiosos, das mulheres, dos negros, dos setores oprimidos e de muitos daqueles que lutavam contra a ditadura militar e por uma sociedade mais justa, o PT tornou-se um instrumento da transformação social, da construção de uma sociedade igualitária e democrática.

Ao longo desses 32 anos trabalhamos muito para que a democracia fosse reconstruída no nosso país. Para que os trabalhadores fossem transformados em sujeitos da sua própria história. Eles mostraram capacidade de elaboração de um projeto político. E hoje o PT lidera um Governo responsável por grandes transformações econômicas e sociais.

O nascimento do PT e a reorganização dos partidos populares permitiram as condições históricas para o surgimento de novos sujeitos políticos. Uma nova cultura política emergiu e aqueles que nunca tiveram vez e voz puderam ser protagonistas de uma nova ordem, ocupando espaços até então reservados para a elite brasileira.

A maior expressão desse processo de organização e luta social é o ex-presidente Lula. Ele simboliza a capacidade de organização e de ação social dos setores oprimidos. De todos aqueles que lutaram e lutam pela igualdade de oportunidades e pelo fim da discriminação.

Conseguimos ganhar Prefeituras, eleger vereadores, deputados estaduais e federais, senadores e governadores. Crescemos! Um operário se elegeu Presidente da República. Lula mostrou ao mundo que um retirante nordestino, um sobrevivente da miséria, era capaz de transformar um país em uma nação na qual todos os seus filhos pudessem visualizar o futuro. Hoje, o Brasil de Lula é símbolo de governança para o mundo. Simbolizamos a capacidade de crescer economicamente com justiça social.

Não há como negar: o Governo Lula transformou a história do povo brasileiro, principalmente da população mais sofrida. Quando duvidaram que era impossível um governo combater a miséria e a fome, ele provocou a ascensão social de mais de 30 milhões de brasileiros. A maior inclusão social da história da humanidade.

E foi o PT quem liderou mais uma quebra de paradigma elegendo pela primeira vez uma mulher presidenta da República. Dilma consolida e avança o projeto político de um país justo, que lidera a América Latina na busca de uma geografia política com distribuição de riquezas e liberdades irrestritas. Um Brasil que chama a atenção do mundo para a opressão histórica da África.

Essa é a história destes 32 anos. Uma história de lutas e vitórias. É essa história que nos inspira. Vamos continuar trabalhando para que o nosso país se consolide como uma sociedade realmente justa e igualitária.

O PT nunca cairá na cilada do comodismo. Será sempre o partido da irreverência em relação a tudo que é dado como trivial na política. A busca de novos objetivos, a capacidade de inovar e de fazer a sociedade refletir permanentemente sobre seus valores impedem que o PT perca sua inquietude original. Inquietude que se mantém viva na maturidade dos seus 32 anos de existência.

Edinho Silva é deputado estadual e presidente PT do estado de São Paulo

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247