PT afasta prefeita acusada de matar vereador em AL

Snia Teresa foi presa na madrugada desta segunda-feira, junto com o marido Alessander Ferreira Leal e o policial militar Claudio Magalhes da Silva, primo e segurana de Sania

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O PT em Alagoas decidiu hoje afastar provisoriamente dos seus quadros a prefeita de Anadia, Sânia Teresa, acusada de ser a mandante da morte do médico e vereador Luiz Ferreira de Souza (PPS), assassinado a tiros em 3 de setembro. A prefeita foi presa no início da manhã, junto com o marido Alessander Ferreira Leal e o policial militar Claudio Magalhães da Silva, primo e segurança de Sania.

"Nós decidimos pelo afastamento provisório, até que sejam concluídas a investigações sobre o crime. Até porque, temos que respeitar a presunção da inocência", afirmou Joaquim Brito, presidente do Diretório Estadual do PT em Alagoas.

"Por enquanto, a prefeita vem sendo apontada apenas como acusada. Caso a acusação seja confirmada, a expulsão será definitiva, mas se ela for inocentada, deverá voltar a fazer parte do partido", acrescentou.

Investigações

Brito disse ainda o partido vai acompanhar as investigações, através de seu corpo jurídico. Para o líder petista, o trabalho da Polícia Civil de Alagoas, em prender os acusados pela morte do vereador uma semana depois do crime, é extremamente positivo.

No entanto, para Brito, "essa celeridade deveria ser usada também para desvendar mais de 4 mil processos sem autoria material e intelectual, que estão amontoados nas delegacias de polícia do Estado".

"A celeridade é correta, mas é preciso que seja uma regra e não a exceção", acrescentou o presidente do PT em Alagoas. "Por que até agora, a Polícia Civil de Alagoas não teve a coragem de apontar os mandantes do assassinato do estudante Fábio Acioly, que foi espancado, torturado e queimado vivo?", questionou Brito.

Segundo ele, o partido acredita na prefeita, mas se sentiu mais à vontade com o afastamento dela, até que a acusação seja confirmada.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247