PT: Bolsonaro e Moro cometeram crime de corrupção no troca-troca por vaga no STF

Executiva Nacional do PT divulgou nesta segunda-feira, 13, nota com duras críticas à negociação revelada pelo presidente Jair Bolsonaro, que disse ter prometido ao ministro Sérgio Moro indicação para a próxima vaga no Supremo Tribunal Federal; "Está claro para todos que o ex-juiz recebeu o Ministério da Justiça e a promessa de uma vaga no STF como recompensa por ter condenado Lula sem provas, para tirá-lo das eleições presidenciais de 2018", diz o PT; "O Brasil não merece ser governado por pessoas tão despreparadas para exercer funções públicas"

PT: Bolsonaro e Moro cometeram crime de corrupção no troca-troca por vaga no STF
PT: Bolsonaro e Moro cometeram crime de corrupção no troca-troca por vaga no STF

247 - A Comissão Executiva Nacional do PT divulgou nesta segunda-feira, 13, com duras críticas à negociação revelada pelo presidente Jair Bolsonaro, que disse ter prometido ao ministro Sérgio Moro indicação para a próxima vaga no Supremo Tribunal Federal. 

Para o PT, o acordo é tipificado como crime de corrupção pelo Código Penal. "Moro e Bolsonaro ofendem o país e suas instituições, a começar pelo Supremo, que se vê envolvido numa grosseira barganha política. O Brasil não merece ser governado por pessoas tão despreparadas para exercer funções públicas", diz o partido na nota. 

Leia, abaixo, a nota na íntegra:

Moro e Bolsonaro fazem negócio com cargos públicos

Ao revelar que negociou com o ex-juiz Sergio Moro sua indicação para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal, Jair Bolsonaro confessou o que, pela régua da Lava Jato, seria crime de corrupção praticado por ele e seu ministro da Justiça, previsto no Artigo 317 do Código Penal:

"Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem".

De nada valem as rotas explicações e os patéticos desmentidos de Moro, diante da estarrecedora declaração de seu atual chefe. Está claro para todos que o ex-juiz recebeu o Ministério da Justiça e a promessa de uma vaga no STF como recompensa por ter condenado Lula sem provas, para tirá-lo das eleições presidenciais de 2018.

Sergio Moro nunca esteve à altura dos cargos barganhados, nem mesmo num governo rebaixado como o de Jair Bolsonaro. As sentenças ilegais contra Lula, a condução autoritária dos julgamentos e os crimes que cometeu, como o grampo da ex-presidenta Dilma, revelaram seu despreparo no Direito e seu desapreço à Democracia.

Seu negócio particular com Bolsonaro, envolvendo cargos públicos, confirma que se trata de um moralista sem moral. Em troca de interesses pessoais, omite-se das obrigações de seu cargo para endossar crimes contra a sociedade praticados pelo chefe, como a irresponsável e criminosa liberação da posse de armas que revoga por decreto a Lei do Estatuto do Desarmamento.

Moro e Bolsonaro ofendem o país e suas instituições, a começar pelo Supremo, que se vê envolvido numa grosseira barganha política. O Brasil não merece ser governado por pessoas tão despreparadas para exercer funções públicas.

O PT lutará em todos os campos, no Congresso, nas ruas e na Justiça, contra o desrespeito à democracia e às leis por parte do atual governo e de seus membros.

Comissão Executiva Nacional do PT

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247