'PT está disposto a fazer aliança, mas não pode truncar a militância', diz Lula

Lula enfatizou que o PT está disposto a fazer alianças nas eleições, mas não pode "truncar" a militância que quer ter candidato próprio

Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista ao UOL, o ex-presidente Lula reafirmou que o PT está disposto a fazer alianças nas eleições, e pode realiza-las em primeiro turno nos locais em que houver aliados bem colocados na disputa. Mas não pode "truncar" a militância que quer ter candidato próprio.

"O PT está disposto. como sempre esteve, a fazer aliança política. Com o segundo turno, todo o partido político tem direito de ter o seu candidato, de ter o seu tempinho na televisão, de defender o seu programa. Se não for para o segundo turno, esse partido, então, faz aliança para apoiar alguém que foi. É o jeito mais decente de fazer política", enfatizou.

Lula afirmou ainda que o partido "não tem preocupação de apoiar outro candidato, o que o PT quer é ter o direito de ter os seus candidatos aonde for necessário".

"Trabalhamos em aliança desde 1989. Nós temos a obrigação de apoiar candidatos de alguns partidos aliados aonde eles tiverem candidato em melhores condições que os nossos - esse não é o nosso problema. Não poderemos truncar a nossa militância que quer ter candidato na Bahia, por exemplo", disse.

Sobre as especulações em torno do nome de Fernando Haddad para a disputa em São Paulo, Lula afirmou que ele é um "quadro muito importante, tem uma tarefa nacional e internacional importante para o PT", mas que ele não quer ser candidato.

"Acho que está correto em não querer ser candidato. O partido tem que lançar outras pessoas, têm muita gente. Tem o Zarattini, tem o Jilmar Tatto, o Padilha, o Suplicy, o Nabil, tem bastante gente. Cada um desses que se lançar candidato e motivar o partido. Existe uma periferia vermelha aqui em São Paulo que o PT pode, tranquilamente, recuperá-la e ter 30% dos votos, como teve com a Erundina, com a Marta e o Haddad. Vai ser difícil, outros partidos estão crescendo, mas o PT tem esse direito", frisou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247