CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

PT oficializa Dilma com proposta de mais mudanças

PT realiza neste sábado (21) a convenção nacional para lançar oficialmente a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, dando a largada para uma campanha que deve apostar mais uma vez nas comparações entre os governos petistas e tucanos; ataques mais duros ao presidenciável Aécio Neves ficarão a cargo do ex-presidente Lula; com o slogan “Mais Mudanças, Mais Futuro”, ideia é vincular a presidente Dilma ao lema de que só quem fez no passado tem credibilidade para fazer diferente; presidente do PT, Rui Falcão fala em "vencer o ódio, o rancor, o preconceito, o racismo, a violência, o machismo, a homofobia, o fundamentalismo”

PT realiza neste sábado (21) a convenção nacional para lançar oficialmente a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, dando a largada para uma campanha que deve apostar mais uma vez nas comparações entre os governos petistas e tucanos; ataques mais duros ao presidenciável Aécio Neves ficarão a cargo do ex-presidente Lula; com o slogan “Mais Mudanças, Mais Futuro”, ideia é vincular a presidente Dilma ao lema de que só quem fez no passado tem credibilidade para fazer diferente; presidente do PT, Rui Falcão fala em "vencer o ódio, o rancor, o preconceito, o racismo, a violência, o machismo, a homofobia, o fundamentalismo” (Foto: Valter Lima)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A partir das 10h deste sábado, a cúpula do PT, acompanhada de seus aliados, vai lançar oficialmente a campanha da presidente Dilma Rousseff. 

Após rumores do “Volta, Lula”, a sigla deve subir ao palanque com discurso radicalizado contra o PSDB, visto como principal adversário, e o slogan “Mais Mudanças, Mais Futuro”. Ideia é vincular a presidente Dilma ao lema de que só quem fez no passado tem credibilidade para fazer diferente. 

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ao lado do ex-presidente Lula, a presidente vai adotar claramente a estratégia do “nós contra eles”. Mas, ficará a cargo de Lula os ataques mais duros ao adversário tucano Aécio Neves.

"Nós queremos fazer uma campanha de comparação. Vamos fazê-la criteriosa e detalhadamente", disse o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS), citando a geração de emprego e a educação como pontos importantes nesse debate comparativo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O vice-líder do governo na Câmara José Guimarães (PT-PE) vai na mesma linha e afirma que a tarefa é "organizar uma campanha pedagógica para mostrar o que significam esses 12 anos de governo do PT".

O presidente do PT, Rui Falcão, reconhece que esta eleição será a mais difícil de todas e vai insistir na “luta ao ódio contra o PT”: “Já vencemos o medo com a esperança. Agora, vamos renovas as esperanças do povo para vencer o ódio, o rancor, o preconceito, o racismo, a violência, o machismo, a homofobia, o fundamentalismo” (com Reuters).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO