PTN, com 13 deputados, anuncia rompimento com Temer

Atual "Podemos", partido pediu espaço no governo, mas não teve sucesso; decisão foi comunicada oficialmente nesta quarta-feira 5 ao Palácio do Planalto durante reunião dos parlamentares da legenda com o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy; sigla é presidida pela deputada federal Renata Abreu

Renata Abreu
Renata Abreu (Foto: Gisele Federicce)

247 - O PTN, que recentemente mudou seu nome para "Podemos", anunciou nesta quarta-feira 5 seu rompimento com o governo Michel Temer e a saída da base de apoio ao Planalto no Congresso Nacional. O partido é presidido pela deputada federal Renata Abreu.

A legenda tem 13 deputados federais e nenhum senador. O principal motivo para o fim do apoio foi o pedido não atendido de espaço no governo. A sigla queria o comando da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), órgão que comandava no fim do governo Dilma.

Hoje, o posto é ocupado por Antônio Henrique Pires, indicação pessoal de Temer, informa reportagem do Estadão. A decisão foi comunicada oficialmente durante reunião entre parlamentares da legenda com o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247