PV abandona Marina e cogita lançar Gabeira

Mágoa recíproca entre ex-ministra do Meio Ambiente e comando do partido inviabilizaria uma aliança para a disputa presidencial de 2014; presidente Luiz Penna verde quer candidatura própria, com o agitador carioca no topo da lista de pretendentes; sem o PV, campo de aliança da líder ambientalista se estreita dramaticamente

www.brasil247.com - PV abandona Marina e cogita lançar Gabeira
PV abandona Marina e cogita lançar Gabeira


247- Tido como certo até algumas semanas atrás, o apoio do Partido Verde à candidatura presidencial da ex-ministra Marina Silva subiu no telhado. Natural do ponto de vista programático, a aliança entre o PV e a futura Rede Sustentabilidade (que ainda precisa ser legalizada) sofre resistência de militantes de ambos os lados, segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

Comandado com mão de ferro por José Luiz Penna, o PV não ficou contente de ter sido usado como legenda de aluguel por Marina em 2010, quando a ex-senadora obteve perto de 20 milhões de votos. De sua parte, os marinheiros que deixaram a sigla com a líder ambientalista não engolem o núcleo duro da legenda.

"O PV é um partido sem democracia interna, com pouca participação da militância nas decisões", afirma Pedro Ivo, membro da executiva provisória da Rede.

"A aproximação seria interessante para o PV e para a candidatura de Marina, mas a resistência é recíproca. O campo que os dois ocupam é pequeno demais para duas candidaturas", diz o ex-deputado Fernando Gabeira (RJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A democracia interna de que fala Pedro Ivo também foi cobrada de Penna por Marina. Em contrapartida, os apoiadores de Penna acusaram a ex-ministra de querer dominar a sigla. A situação ficou insustentável quando a ex-senadora passou a defender abertamente a saída de Penna da presidência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O embate terminou com a debandada de Marina e seu grupo em julho de 2011. Já naquele momento, falava-se na criação de um novo partido, que poderia se chamar Partido da Causa Ecológica. Dois anos depois, a sigla seria batizada de Rede.

Hoje o deputado federal Alfredo Sirkis (RJ), que continua no PV até a legalização da nova legenda, é um dos poucos defensores de uma aliança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O problema da Rede é simples. Se descartar uma aliança com o PV, sobram poucos partidos com os quais poderia se unir. A agremiação sonha com PPS, PSOL e PSB e lança mão do bom desempenho de Marina nas pesquisas atualmente.

Gabeira

Ao Estado, pena diz que o PV terá candidato próprio: " No nosso personograma, o Fernando Gabeira é a primeira opção", diz. A determinação do dirigente esbarra na resistência do "presidenciável". Gabeira já disputou uma eleição nacional. Em 1989, era o mais cotado para ser candidato a vice do petista Luiz Inácio Lula da Silva na disputa presidencial, mas foi vetado por setores radicais do PT. Acabou disputando como nanico. Hoje, não demonstra entusiasmo em tentar novamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de dizer que não planeja disputar nenhum cargo em 2014, ele pondera que nada é irrevogável e reconhece que as manifestações de junho mudaram muito o cenário político nacional. "A evolução dos acontecimentos abriu uma chance maior de confrontar o governo. O PV precisa definir com clareza em que campo está: se é oposição ou situação."

Reservadamente, dirigentes verdes dizem que a negativa de Gabeira é apenas uma questão de timing político. Prova disso seria sua intensa agenda de viagens pelo Brasil em eventos do partido. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email