Quanto tempo a democracia suportará?, questiona cientista político

Professor do Insper Carlos Melo avalia que, "de imediato, o que se vê é que a crise não cessará: o governo Temer é um trem descarrilhado"; "A pergunta que não pode ser negligenciada é: quanto tempo a democracia brasileira suportará? Nossas tradições não nos garantem. Ademais, democracia não prescinde de lideranças", diz ele em artigo

Professor do Insper Carlos Melo avalia que, "de imediato, o que se vê é que a crise não cessará: o governo Temer é um trem descarrilhado"; "A pergunta que não pode ser negligenciada é: quanto tempo a democracia brasileira suportará? Nossas tradições não nos garantem. Ademais, democracia não prescinde de lideranças", diz ele em artigo
Professor do Insper Carlos Melo avalia que, "de imediato, o que se vê é que a crise não cessará: o governo Temer é um trem descarrilhado"; "A pergunta que não pode ser negligenciada é: quanto tempo a democracia brasileira suportará? Nossas tradições não nos garantem. Ademais, democracia não prescinde de lideranças", diz ele em artigo (Foto: Gisele Federicce)

247 - O cientista político e professor do Insper Carlos Melo avalia, coloca uma pergunta importante em seu blog no UOL: "Quanto tempo a democracia suportará?"

Ele avalia que, "de imediato, o que se vê é que a crise não cessará: o governo Temer é um trem descarrilhado". E que "o destino do PSDB não tem mais importância", uma vez que "a legenda demonstrou que está sincronizada com a média do sistema político nacional".

"A pergunta que não pode ser negligenciada é: quanto tempo a democracia brasileira suportará? Nossas tradições não nos garantem. Ademais, democracia não prescinde de lideranças", diz ele. Leia aqui seu artigo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247