Recuo na Previdência fissura relação entre Temer e Meirelles

Recuo por parte do Palácio do Planalto ao permitir a flexibilização de diversos pontos do projeto de reforma da Previdência que está em tramitação no Congresso Nacional resultou no desgaste das relações entre Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; em uma reunião, Meirelles alertouh que ainda era muito cedo para fazer concessões que se fossem levadas adiante poderiam resultar na desfiguração do projeto. Temer, porém, foi contrário e autorizou a flexibilização para tentar conseguir um consenso e obter a aprovação do projeto em plenário, evitando o riso de uma derrota; Meirelles deixou o local irritado e não compareceu à entrevista que epxlicaria as mudanças

Michel Temer e Henrique Meirelles
Michel Temer e Henrique Meirelles (Foto: Paulo Emílio)

247 - O recuo por parte do Palácio do Planalto ao permitir a flexibilização de diversos pontos do projeto de reforma da Previdência que está em tramitação no Congresso Nacional resultou no desgaste das relações entre Michel Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Em uma reunião realizada nesta quinta-feira (6), Meirelles havia alertado Temer que ainda era muito cedo para fazer concessões que se fossem levadas adiante poderiam resultar na desfiguração do projeto. Temer, porém, foi contrário e autorizou a flexibilização para tentar conseguir um consenso e obter a aprovação do projeto em plenário, evitando o riso de uma derrota.

Meirelles deixou o local do encontro irritado e não compareceu à entrevista na qual o governo explicaria as mudanças. Ele foi substituído, Antonio Imbasssahy. A opção do governo em negociar pontos da reforma da Previdência foi tomada após o Planalto fazer um levantamento que apontou que muitos membros da base aliada não iriam votar conforme a orientação do Planalto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247