Renan garante que Senado não vai aprovar anistia a crimes eleitorais

Afirmação de Renan Calheiros é uma reação à tentativa de deputados de colocar emenda no pacote das 10 medias anticorrupção que perdoaria o caixa 2 campanhas políticas; "O Senado não vai votar qualquer projeto que envolva eventuais anistias de campanhas eleitorais, poupando o senhor presidente da República de veto ou sanção sobre matérias dessa natureza", diz a nota divulgada pela assessoria do presidente do senado

Brasília - Entrevista coletiva do presidente do Senado,Renan Calheiros.(Antônio Cruz/ Agência Brasil)
Brasília - Entrevista coletiva do presidente do Senado,Renan Calheiros.(Antônio Cruz/ Agência Brasil) (Foto: José Barbacena)

247 - O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), afirmou, por meio de nota, que a Casa não aprovar nenhuma anistia a crimes cometidos em campanhas eleitorais. A afirmação de Renan é uma reação à tentativa de deputados de colocar emenda no pacote das 10 medias anticorrupção que perdoaria o caixa 2 campanhas políticas.

"O senador Renan Calheiros comunica que o Senado Federal tem uma pauta posta até o final do ano, fruto de um entendimento entre as lideranças de todos os partidos. Em razão dessa pauta, o Senado não vai votar qualquer projeto que envolva eventuais anistias de campanhas eleitorais, poupando o senhor presidente da República de veto ou sanção sobre matérias dessa natureza", diz o texto da nota.

Neste domingo, o presidente Michel Temer tem reunião com Renan e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247