Roberto Alvim considera que "ação satânica" provocou sua demissão

Após fazer discurso nazista e ser demitido por Jair Bolsonaro, Roberto Alvim compartilhou uma mensagem em grupos de WhatsApp em que diz desconfiar que uma "ação satânica" tenha provocado a sua saída da Secretaria Especial da Cultura

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após ser demitido por Jair Bolsonaro, Roberto Alvim compartilhou uma mensagem em grupos de WhatsApp em que diz desconfiar que uma "ação satânica" tenha provocado a sua saída da Secretaria Especial da Cultura, informa o jornal O Globo. 

Alvim foi exonerado na sexta por Bolsonaro, após grande repercussão negativa de um vídeo onde ele faz apologia ao nazismo, citando Joseph Goebbels. 

"Foi tudo uma série terrível de eventos e coincidências que levaram a essa catástrofe... Estou orando sem parar, e começo a desconfiar não de uma ação humana, mas de uma ação satânica em toda essa horrível história", diz Alvim

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247