Se o PSDB quer, será que é bom para Dilma?

Mesmo após o surgimento de denúncias contra o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o PSDB, antes tão preocupado com a ética, decidiu manter o apoio a sua candidatura à Presidência da Câmara, informa o líder tucano na Casa, deputado Bruno Araújo (PE). Somada ao provável retorno de Renan Calheiros (PMDB-AL) à Presidência do Senado, posse de Henrique Eduardo Alves na Câmara fortalece muito o PMDB

Se o PSDB quer, será que é bom para Dilma?
Se o PSDB quer, será que é bom para Dilma?
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nos últimos dias, uma reportagem da Folha de S.Paulo mostrou que emendas parlamentares do líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), beneficiaram uma empresa que tem como sócio Aluizio Dutra de Almeida, tesoureiro do PMDB no Rio Grande do Norte e assessor do deputado na Câmara desde 1998 -- o assessor se demitiu nesta segunda-feira. Não bastasse, a revista Veja informou que o líder pemedebista contratou uma empresa de aluguel de veículos registrada em nome de uma laranja, e ligada a um conhecido ex-assessor de seu partido. Mesmo assim, o PSDB, tão preocupado com deslizes éticos nos últimos anos, manteve seu apoio à candidatura.

"No momento, não há nenhum elemento objetivo que mude o entendimento nosso em relação à posição sobre a eleição da Mesa Diretora da Câmara", disse o líder tucano na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE), acrescentando que a decisão de apoiar o líder do PMDB foi unânime dentro da sigla. Segundo Araújo, até o momento, não foi questionado por seus colegas sobre a situação de Alves ou sobre o apoio do partido ao potiguar.

"Não identificamos nada que mude o rumo do apoio ao Henrique Eduardo Alves. O apoio está mantido mediante das coisas que estão postas", disse o líder tucano. Para quem ainda não entendeu a despreocupação dos tucanos com as denúncias contra o peemedebista, basta dizer que, unida à provável posse de Renan Calheiros (PMDB-AL) na Presidência do Senado, a posse de Henrique Eduardo Alves valerá ao PMDB um excesso de poder que deve trazer mais problemas que tranquilidade para a presidente Dilma Rousseff.

Levando isso em conta, fica mais fácil entender por que o PSDB, antes tão preocupado com a ética, fecha os olhos às denúncias contra Henrique Eduardo Alves.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email