Sem reforma ministerial não há Previdência, sinaliza Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou nesta quinta-feira, 9, durante reunião com líderes governistas, ministros e Michel Temer que, sem resolver os problemas da base aliada, que pressiona por uma reforma ministerial, não há chance de aprovar a reforma da Previdência; "Nós temos um problema político, sem resolver o problema político, nada vai andar", disse Maia; segundo o democrata, esta é a última chance do governo aprovar a reforma

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou nesta quinta-feira, 9, durante reunião com líderes governistas, ministros e Michel Temer que, sem resolver os problemas da base aliada, que pressiona por uma reforma ministerial, não há chance de aprovar a reforma da Previdência; "Nós temos um problema político, sem resolver o problema político, nada vai andar", disse Maia; segundo o democrata, esta é a última chance do governo aprovar a reforma
Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou nesta quinta-feira, 9, durante reunião com líderes governistas, ministros e Michel Temer que, sem resolver os problemas da base aliada, que pressiona por uma reforma ministerial, não há chance de aprovar a reforma da Previdência; "Nós temos um problema político, sem resolver o problema político, nada vai andar", disse Maia; segundo o democrata, esta é a última chance do governo aprovar a reforma (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou nesta quinta-feira, 9, durante reunião com líderes governistas, ministros e Michel Temer que, sem resolver os problemas da base aliada, que pressiona por uma reforma ministerial, não há chance de aprovar a reforma da Previdência.

"Nós temos um problema político, sem resolver o problema político, nada vai andar", disse Maia. Segundo o democrata, esta é a última chance do governo aprovar a reforma, e isso só será possível com duas condições: melhorar a comunicação com o discurso de que a reforma é para acabar com privilégios e resolvendo a questão política.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247