Senado retira o nome de Aécio de seu site

Após a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal que afastou Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato, o Senado retirou o nome do tucano da lista de parlamentares em exercício de sua página na internet; com isso, Aécio está formalmente afastado e terá seu salário reduzido a um terço (R$ 11.264,00)

Após a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal que afastou Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato, o Senado retirou o nome do tucano da lista de parlamentares em exercício de sua página na internet; com isso, Aécio está formalmente afastado e terá seu salário reduzido a um terço (R$ 11.264,00)
Após a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal que afastou Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato, o Senado retirou o nome do tucano da lista de parlamentares em exercício de sua página na internet; com isso, Aécio está formalmente afastado e terá seu salário reduzido a um terço (R$ 11.264,00) (Foto: Gisele Federicce)

247 - Após a decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal que afastou Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato e determinou seu recolhimento noturno, o Senado retirou o nome do tucano da lista de parlamentares em exercício de seu site.

Com isso, Aécio está formalmente afastado e terá seu salário reduzido a um terço (R$ 11.264,00), informa reportagem de Talita Fernandes, na Folha.

O nome do senador também será retirado do painel de votações, como já aconteceu em junho, quando ele também foi afastado das funções pelo ministro Edson Fachin, e o tucano não terá direito à verba de representação e nem de carro oficial.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247