Sendo inocentado, Dirceu tentará ser candidato

Ex-chefe da Casa Civil lutará pela anistia contra a sua cassação, motivada pelas denúncias de Roberto Jefferson, e tentará concorrer já em 2014; em tese ele só estaria livre a partir do ano seguinte

Sendo inocentado, Dirceu tentará ser candidato
Sendo inocentado, Dirceu tentará ser candidato (Foto: Folhapress)

247 – O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, já tem um novo projeto político: quer voltar à Câmara dos Deputados, em 2014, para se fortalecer como líder natural do PT, caso seja inocentado na Ação Penal 470 do Supremo Tribunal Federal, que será julgada a partir de amanhã – os servidores da corte, no entanto, ameaçam entrar em greve.

Isso dependeria de uma anistia do Congresso Nacional, uma vez que, ao ser cassado em 2006, ele teve seus direitos políticos cassados por oito anos, e só poderia se candidatar a partir de 2015. “É um desejo”, confirmou a assessoria do ex-ministro da Casa Civil.

Parlamentares próximos a Dirceu defendem abertamente a votação de um projeto nessa direção. “Se saio inocentado num processo como esse, por que deveria continua com os direitos políticos cassados?”, indaga Devanir Ribeiro. “Sua pena é injusta”.

Já há até um processo tramitando nesta direção no Congresso, de autoria do ex-deputado Ernandes Amorim (PTB-RO), mas a oposição pretende reagir. “Vamos nos mobilizar e combater esse tipo de abuso”, avisa o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE). A base governista, no entanto, tem ampla maioria no Congresso.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247