Serra elogia Dilma pela primeira vez. No exterior

Jos Serra modera o discurso em relao presidente em entrevista ao jornal espanhol El Pas dias depois de publicar documento com crticas severas ao governo; o texto foi mal recebido por lderes do PSDB, que defendem oposio moderada

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-governador de São Paulo José Serra começa a afinar seu discurso em relação à presidente Dilma Rousseff. O tucano elogiou a presidente ao jornal espanhol El País em entrevista publicada nesta quinta-feira. O elogio foi ponderado, cheio de ressalvas e feito em meio a várias críticas, mas Serra reconheceu que a presidente fez o que era preciso para combater os casos de corrupção que surgiram no início de seu governo e que "lhe custaram dois ministros-chave, Antonio Palocci e Alfredo Nascimento", destaca o jornal. “Provocada pela imprensa”, ressalvou o tucano. Já é muito para quem publicou há poucos dias um documento (intitulado “A nossa missão”) dizendo que o governo Dilma é marcado por “incompetência e autoritarismo” e que “o PSDB não renunciará à denúncia desses atos”.

O texto de “A nossa missão”, publicado sem a anuência do partido, saiu num tom acima do imaginado pelos líderes do PSDB, que não endossaram o documento no Conselho Político do partido. Serra se defendeu dizendo que não escreveu o texto para submetê-lo a votação, mas para que servisse de “base para discussão”. De qualquer forma, a entrevista ao El País marca um intervalo na série implacável de críticas que o candidato derrotado à Presidência em 2010 vem fazendo ao governo desde o início do ano. Estaria Serra moderando seu discurso para se aproximar da posição dominante no partido?

Na entrevista, o ex-governador ainda elogia a política externa da presidente, dizendo que ela começou bem, sobretudo no respeito à defesa dos direitos humanos. Mas pondera: “as posições da presidente se tornaram ambíguas e esse ímpeto em favor dos direitos humanos se diluiu”. De passagem por Madri para participar de um encontro organizado pela Escola de Negócios IE, Serra, classificado como líder da oposição pelo El País, disse que o problema da corrupção no Brasil nunca foi tão sério e que o PT perdeu o controle do sistema de troca de favores, exacerbado pelo partido.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email