CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Poder

Serra já considera se candidatar em 2012

Ex-governador tucanoainda pretende disputar a presidncia da Repblica pela terceira vez, mas, obscurecido pela ascenso de Acio Neves no PSDB, j pensa na prefeitura como encerramento honroso para a carreira; alm do mais, se mudar de ideia, s deixar a prefeitura de novo

Serra já considera se candidatar em 2012 (Foto: LEONARDO SOARES/AGÊNCIA ESTADO)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Suas negativas quase convenceram, mas tucanos e democratas próximos de José Serra afirmam que o ex-governador e candidato à presidência derrotado em 2010 voltou a considerar a possibilidade de se candidatar a prefeito de São Paulo no ano que vem. Um dos maiores entusiastas da ideia é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que conseguiu convencer o diretório tucano municipal a adiar a decisão sobre a candidatura do partido.

Na equação feita por Serra, há vários fatores. O primeiro é o potencial de Fernando Haddad, que não pode ser desprezado. Apesar de não ser tão conhecido dos paulistanos, ele não só índice de rejeição em torno de 10% segundo pesquisas internas tucanas, como tem como cabo eleitoral o popular ex-presidente Lula, que faz tratamento contra câncer. Haddad ainda é do partido que dirige o governo federal, o que pesa nas tratativas para alianças.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A preferência de Serra é disputar a Presidência da República pela terceira vez em 2014, mas uma variável pode fazê-lo mudar de idéia. O cerco do PSDB nacional tem se fechado em torno do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que conta com o apoio do presidente do partido, deputado Sérgio Guerra (PE) e do ex-presidente Fernando Henrique.

Serra está cada vez mais isolado no partido, não participa de decisões importantes e até mesmo de propaganda política em rádio e TV. Segundo políticos próximos do tucano, ele enxerga hoje dois cenários: se Aécio for mesmo o candidato do PSDB a presidente nas próximas eleições nacionais, é melhor para Serra encerrar a carreira em um posto de destaque, como prefeito da maior capital do país, e evitar que essa grande fatia do eleitorado nacional caia nas mãos do PT.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No segundo cenário, contando que há muita coisa para acontecer até 2014, Serra voltou a avaliar como mais vantajoso para sua meta principal assumir a prefeitura. Mesmo que ele deixe o cargo dois anos depois, novamente, ele ganhará visibilidade e poder de articulação com partidos e patrocinadores. E ainda poderá dar eco ao seu discurso de oposição dura contra o governo Dilma e do PT.

Tucanos paulistas são animados com a ideia. Serra não só é o nome mais forte para disputar a prefeitura da capital, como é também o mais provável de unir o PSDB de Alckmin e o PSD de Kassab, com uma aliança potencialmente capaz de conter o PT de Haddad. O Palácio dos Bandeirantes teme a boa avaliação da presidente Dilma Rousseff nos municípios paulistas, o que pode credenciar seu partido aumentar o número de prefeitos no estado governador pelo PSDB há duas décadas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO