Sexo, lobby e poder

Como uma bela advogada, que alega ter mantido relaes extraoficiais com o ministro Dias Toffoli, pode ter operado interesses bilionrios em Braslia, com a ajuda do ministro Gilberto Carvalho, deixando rastros filmados de tudo

Sexo, lobby e poder
Sexo, lobby e poder (Foto: Divulgação_DIDA SAMPAIO/AGÊNCIA ESTADO)

247 – A revista Veja deste fim de semana publica uma história bombástica, que atinge em cheio um ministro do Supremo Tribunal Federal e o ministro do governo Dilma mais próximo ao ex-presidente Lula. O pivô de toda a confusão é uma bela advogada, Cristiana Araújo, que em depoimentos gravados diz ter mantido um relacionamento amoroso extraoficial com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, na época em que ele comandava a Advocacia Geral da União. Funcionária do policial Durval Barbosa, ex-braço direito da família Roriz e chantagista profissional, Cristiana teria primeiro seduzido Toffoli e depois levado a ele as fitas das gravações de Durval, que tiveram como principal consequência a cassação do ex-governador José Roberto Arruda, no caso que ficou conhecido como “Mensalão do DEM” – dois anos e meio depois do escândalo, o Ministério Público ainda não foi capaz de apresentar uma denúncia formal contra Arruda, o primeiro governador cassado na história do País.

Cristiana se encontraria com Toffoli num apartamento onde tudo poderia estar sendo filmado – era lá, também, que Durval entregava maços de dinheiro aos deputados distritais de Brasília. Além disso, ela conseguiu se aproximar do então ministro Gilberto Carvalho, braço direito do ex-presidente Lula, a quem pediu a indicação de Leonardo Bandarra como chefe do Ministério Público do Distrito Federal. Bandarra tinha como missão proteger a quadrilha comandada por Durval Barbosa – o homem que, durante a era Roriz, comandou os contratos de informática do Distrito Federal, que somavam mais de R$ 500 milhões por ano. Policial convertido em chantagista, Durval tem uma das maiores fortunas do Distrito Federal.

Bandarra, de fato, foi nomeado procurador graças à intervenção de Gilberto Carvalho, que encaminhou uma mensagem eletrônica à lobista para assegurar que a nomeação havia saído. Dona de uma bela cruzada de pernas e de um olhar arrebatador, à la Deborah Secco, Cristiana Araújo hoje trabalha de forma quase clandestina em um escritório de advocacia de São Paulo, comandado por um colega de turma de Dias Toffoli. O ministro do STF nega que tenha recebido com antecedência as informações que levaram à cassação de José Roberto Arruda na Operação Caixa de Pandora, mas silencia sobre o eventual relacionamento amoroso. Gilberto Carvalho diz que a moça é “muito criativa”.

Aguardam-se, para os próximos dias, as imagens do apartamento onde tudo podia estar sendo filmado pela trupe de Durval e sua isca morena.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247