Silêncio de Bolsonaro é um negócio de covarde, diz o general Santos Cruz

O ex-ministro avaliou que o presidente ‘precisa fazer uma transição segura, passar segurança para o povo e não deixar as pessoas perdidas’

www.brasil247.com - General Santos Cruz
General Santos Cruz (Foto: ag. Brasil)


Carta Capital - O general da reserva do Exército Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL), afirmou que o silêncio do ex-capitão após a derrota para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “pode ser interpretado como um negócio de covarde, de você esperar que o circo pegue fogo para ver como pode se beneficiar”.

O militar disse que a eleição “já está consolidada e resolvida” e que Bolsonaro “precisa fazer uma transição segura, passar segurança para o povo e não deixar as pessoas perdidas”.

Segundo Santos Cruz, “esse silêncio é inaceitável”, porque Bolsonaro “ganha para trabalhar”. Ele avaliou, ainda, que o atual governo “desgastou” a imagem das Forças Armadas, que “têm um saldo positivo muito grande com a população”.

Leia a íntegra na Carta Capital.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247