Sucessão de Dino está aberta e PT defende o nome de Marco Aurélio Carvalho

Coordenador do grupo Prerrogativas é forte candidato ao cargo; Simone Tebet e Ricardo Lewandowski também são mencionados

Marco Aurélio de Carvalho
Marco Aurélio de Carvalho (Foto: Divulgação)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A escolha do próximo Ministro da Justiça ainda não está definida, e a disputa pelo cargo se intensifica. Marco Aurélio de Carvalho, coordenador do grupo Prerrogativas e com histórico de advocacia pelo PT e pela democracia, emerge como um dos principais postulantes à posição. Sua nomeação é apoiada por figuras de destaque dentro do Partido dos Trabalhadores, o que fortalece sua candidatura.

Além de Carvalho, outros nomes estão sendo considerados para a vaga de ministro. Simone Tebet, atual Ministra do Planejamento, é uma das cotadas. Sua menção para o cargo surpreendeu alguns integrantes de seu ministério, indicando que a decisão ainda está aberta a diferentes possibilidades.

continua após o anúncio

Ricardo Lewandowski, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, é outro nome forte na corrida. Sua experiência no STF e o bom relacionamento tanto com a corte quanto com o Congresso Nacional são vantagens significativas. Lewandowski foi convidado para integrar a comitiva presidencial em uma viagem internacional, aumentando as especulações sobre sua possível indicação.

Com a iminente sabatina de Flávio Dino no Senado para uma cadeira no STF, a definição do seu sucessor no Ministério da Justiça se torna uma questão urgente. Enquanto isso, Ricardo Cappelli, atual secretário-executivo do ministério, está preparado para assumir a posição interinamente, caso a escolha do novo ministro não seja concluída a tempo. A variedade de candidatos e o apoio significativo a cada um deles destacam a importância e a complexidade da decisão.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247