Suplicy afirma que PT foi varrido por um "tsunami"

Uma das figuras mais representativas do PT, o ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, reconhece que o momento do partido é péssimo; em entrevista à BBC Brasil, Suplicy diz que o PT foi varrido por um "tsunami"; "Por causa das denúncias ligadas a operação Lava Jato, criou-se uma imagem do PT muito negativa, principalmente nos lugares onde os grandes meios de comunicação estão sediados –e em especial em São Paulo. Esses meios destacaram muito isso junto a opinião pública e tivemos esse efeito que eu chamei de tsunami sobre o PT, mas acho que vamos dar a volta por cima"

Uma das figuras mais representativas do PT, o ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, reconhece que o momento do partido é péssimo; em entrevista à BBC Brasil, Suplicy diz que o PT foi varrido por um "tsunami"; "Por causa das denúncias ligadas a operação Lava Jato, criou-se uma imagem do PT muito negativa, principalmente nos lugares onde os grandes meios de comunicação estão sediados –e em especial em São Paulo. Esses meios destacaram muito isso junto a opinião pública e tivemos esse efeito que eu chamei de tsunami sobre o PT, mas acho que vamos dar a volta por cima"
Uma das figuras mais representativas do PT, o ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, reconhece que o momento do partido é péssimo; em entrevista à BBC Brasil, Suplicy diz que o PT foi varrido por um "tsunami"; "Por causa das denúncias ligadas a operação Lava Jato, criou-se uma imagem do PT muito negativa, principalmente nos lugares onde os grandes meios de comunicação estão sediados –e em especial em São Paulo. Esses meios destacaram muito isso junto a opinião pública e tivemos esse efeito que eu chamei de tsunami sobre o PT, mas acho que vamos dar a volta por cima" (Foto: José Barbacena)

247 - Uma das figuras mais representativas do PT, o ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, reconhece que o momento do partido é péssimo. Em entrevista à BBC Brasil, Suplicy diz que o PT foi varrido por um "tsunami" e é preciso "esforço e determinação" para que o PT melhore sua imagem junto à população.

Na eleição do ano passado, Suplicy foi derrotado na tentativa de se reeleger no Senado. "Em 2014, fui um candidato forte, mas o que houve foi um verdadeiro tsunami sobre o PT em São Paulo. A presidente Dilma teve 25% dos votos por aqui, contra 70%, 80% no Nordeste. O nosso candidato a governador, Alexandre Padilha, teve 18%. Tive uma boa votação, de 6,7 milhões de votos, mas não suficiente para vencer. É da democracia. Tudo bem".

O petista foi questionado sobre o porquê desse tsunami contra o PT. "Por causa das denúncias ligadas a operação Lava Jato, criou-se uma imagem do PT muito negativa, principalmente nos lugares onde os grandes meios de comunicação estão sediados –e em especial em São Paulo. [Esses meios] destacaram muito isso junto a opinião pública e tivemos esse efeito que eu chamei de tsunami sobre o PT, mas acho que vamos dar a volta por cima".

Mesmo reconhecendo a fase ruim do partido vermelho, o ex-senador acredita na recuperação e fala como o PT vai se recuperar. "Com esforço, determinação e consciência desses graves problemas por parte de cada um dos membros do PT, em cada lugar onde atuamos. Eu tenho minha responsabilidade na secretaria, para que aqui não se cometam erros e ações inadequadas. Isso dá muito trabalho. É preciso estar muito atento. Montar equipes sérias e competentes ao administrar recursos e assinar convênios com diversas entidades. O PT tem algumas administrações estaduais e diversas municipais. Precisamos dar o exemplo em todos os lugares".

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247