Temer assume que é conselheiro informal de Bolsonaro

Um dos responsáveis diretos por um golpe que abriu caminho para ferir a soberania nacional e para implementar uma agenda contra direitos sociais, Michel Temer (MDB) destacou que tem dado conselhos a Jair Bolsonaro. "Ele mandou uns interlocutores falarem comigo, trocar ideias", disse ele, que também admitiu a iniciativa de ter ligado para Bolsonaro

www.brasil247.com - Michel Temer e Jair Bolsonaro
Michel Temer e Jair Bolsonaro (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters | Marcos Corrêa/PR)


247 - Um dos responsáveis diretos pelo golpe contra Dilma Rousseff em 2016, Michel Temer (MDB) afirmou que é procurado, com frequência, para aconselhar homens públicos, dentre eles Jair Bolsonaro.

"Em uma ocasião, tomei a liberdade de ligar para ele, uns 50 dias atrás, em um sábado à tarde. Como ele tem sido correto com meu governo, vi várias entrevistas em que ele diz: 'Olha aqui, se não fosse o Temer ter feito a modernização trabalhista, não fosse o governo Temer ter feito o teto dos gastos, ou a questão da Previdência'. Ele está sendo correto, então resolvi ligar para ele", afirmou ele em entrevista ao site Metrópoles (DF).

"Eu disse: Presidente, posso dar um palpite? Acho que você deveria decretar o isolamento social por uns 12, 15 dias, dizendo que a cada 12 dias faria uma revisão, ressalvadas as atividades essenciais. Porque você centraliza um pouco com essa atuação, é útil para o governo e o povo fica mais tranquilo. Ele ficou grato, agradeceu muito etc, etc", acrescentou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Temer afirmou que, mais adiante, Bolsonaro "mandou uns interlocutores falarem" com o próprio emedebista. "E repeti o que tenho dito. Primeiro, com toda a franqueza, essa coisa de ele falar naquela saída, naquele cercadinho, isso é péssimo. A palavra do presidente é uma palavra muito forte. Ela faz a agenda do país. E não dá para fazer a pauta do país às 9h30", continuou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Recentemente, ele acabou me telefonando. Reiterei o que tenho dito. E eu percebo que tem uns 10, 12 dias que ele parou de dar aquelas entrevistas. Não quero dizer que seja o meu conselho, né? Mas meu conselho, meu palpite, deve ter, talvez, ajudado", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O emedebista, no entanto, criticou protestos contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal, estimulados por Bolsonaro, que chegou a comparecer a algumas manifestações. "Eles estão contrariando o texto constitucional. Todo e qualquer movimento para fechar Congresso, o Supremo, é contra o texto constitucional. Claro que entra a liberdade de expressão. Mas ela tem limite, que é não injuriar, não difamar, não caluniar. Reitero a desaprovação a esses movimentos", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email