‘Temer engana parlamento para não corrigir aberrações da Reforma Trabalhista’

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-MA) voltou a bater duro na gestão de Michel Temer, que ascendeu ao poder por meio de um golpe, foi o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País e tem a mais baixa popularidade desde a redemocratização; "Hoje completam 73 dias que Temer engana parlamento ao não enviar Medida Provisória para corrigir aberrações da Reforma Trabalhista", disse a parlamentar, neste domingo (24), no Twitter. "A luta em defesa da nação, da soberania, do desenvolvimento e dos direitos sociais, nos une", complementou a senadora.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-MA) voltou a bater duro na gestão de Michel Temer, que ascendeu ao poder por meio de um golpe, foi o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País e tem a mais baixa popularidade desde a redemocratização; "Hoje completam 73 dias que Temer engana parlamento ao não enviar Medida Provisória para corrigir aberrações da Reforma Trabalhista", disse a parlamentar, neste domingo (24), no Twitter. "A luta em defesa da nação, da soberania, do desenvolvimento e dos direitos sociais, nos une", complementou a senadora.
A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-MA) voltou a bater duro na gestão de Michel Temer, que ascendeu ao poder por meio de um golpe, foi o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País e tem a mais baixa popularidade desde a redemocratização; "Hoje completam 73 dias que Temer engana parlamento ao não enviar Medida Provisória para corrigir aberrações da Reforma Trabalhista", disse a parlamentar, neste domingo (24), no Twitter. "A luta em defesa da nação, da soberania, do desenvolvimento e dos direitos sociais, nos une", complementou a senadora. (Foto: Leonardo Lucena)

247 - A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-MA) voltou a bater duro na gestão de Michel Temer, que ascendeu ao poder por meio de um golpe, foi o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País e tem a mais baixa popularidade desde a redemocratização.

"Hoje completam 73 dias que Temer engana parlamento ao não enviar Medida Provisória para corrigir aberrações da Reforma Trabalhista", disse a parlamentar, neste domingo (24), em sua conta no Twitter. "A luta em defesa da nação, da soberania, do desenvolvimento e dos direitos sociais, nos une", complementou a senadora.

Pesquisa CNT/MDA aponta que 84,5% dos brasileiros rejeitam o desempenho pessoal de Michel Temer. Em fevereiro, um estudo semelhante havia apontado que a rejeição ao peemedebista era de 62,4%.

A gestão peemedebista é aprovada apenas por 3,4% da população. Temer também foi o único presidente denunciado duas vezes pelo MPF no exercício do mandato, a última na semana passada pelos crimes de obstrução da Justiça e organização criminosa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247