Temer fecha acordo com Renan para se manter presidente do PMDB

Após intensa troca de farpas, o vice-presidente da República, Michel Temer, e o presidente do Senado, Renan Calheiros, se encontraram nessa terça-feira, 2, e chegaram a um acordo que garante a Temer a permanência no comando do partido; os dois acertaram que na convenção partidária, marcada para março, haverá chapa única, encabeçada por Temer; em troca, o grupo ligado a Renan dividiria com aliados de Temer os principais cargos da Executiva; 1º vice-presidência deve ficar com senador Romero Jucá (RR), aliado de Renan

Brasília- DF- Brasil- 10/03/2015- Vice-presidente Michel Temer se reúne com presidente do Senado, Renan Calheiros (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Brasília- DF- Brasil- 10/03/2015- Vice-presidente Michel Temer se reúne com presidente do Senado, Renan Calheiros (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil) (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente da República, Michel Temer, e o presidente do Senado, Renan Calheiros, se encontraram nessa terça-feira, 2, depois de meses de trocas de farpas e de uma disputa pela presidência do PMDB. 

Segundo o Estado de S. Paulo, os dois chegaram a um acordo que garante a Temer a permanência no comando do partido. Na convenção partidária, marcada para março, não haverá chapa concorrente com a encabeçada pelo atual presidente. Em troca, o grupo ligado a Renan dividiria com aliados de Temer os principais cargos da Executiva.

O acordo entre Temer e Renan começou a ser costurado durante o recesso parlamentar. O senador Romero Jucá (RR) e o líder do PMDB no Senado e tesoureiro da legenda, Eunício Oliveira (CE), conversaram com Temer para acertar as desavenças entre os dois lados. "Renan e Michel tiveram uma conversa boa, esclareceram as coisas e se acertaram", afirmou um aliado do presidente do Senado, segundo o Estado. 

Pelo acordo entre os dois caciques, a nova composição da cúpula do PMDB pelos próximos dois anos deve ter Jucá como o 1º vice-presidente do partido, cargo hoje ocupado pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que pode ser deslocado para outra vice-presidência. Eunício deve permanecer na tesouraria do partido, posto que está há 10 anos. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email