Temer investigado no Supremo

Inqurito coloca o vice-presidente sob suspeita de ter recebido R$ 600 mil em propina



247 - O vice-presidente Michel Temer, do PMDB, está tendo de se explicar. Ele é investigado em inquérito no Supremo Tribunal Federal, suspeito de ter recebido R$ 600 mil em propinas de empresas que atuam no porto de Santos, em 2002, noticia a Folha de S. Paulo, edição desta terça-feira 5. Temer negou participação no caso, alegando que seu nome foi envolvido "sem provas". Temer também foi citado na Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal, que tem base, também, em documentos apreendidos na construtora Camargo Corrêa.

Temer nunca foi o vice dos sonhos de Dilma Rousseff. Conquistou a vaga de vice graças à força que tem no PMDB. Hoje, ele enfrenta também queixas constantes dos peemedebistas, que estariam insatisfeitos com o espaço do partido no governo Dilma.

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247