Temer, Moreira e Padilha terão que depor sobre 'organização criminosa'

Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, de Minas e Energia, deverão prestar depoimento num processo que apura se uma suposta organização criminosa atuou na Petrobras; Ministério Público Federal afirma que os réus participaram de um esquema de desvio de dinheiro público e que existem "robustos elementos que apontam que eles integraram uma organização criminosa"

Temer, Moreira e Padilha terão que depor sobre 'organização criminosa'
Temer, Moreira e Padilha terão que depor sobre 'organização criminosa' (Foto: Beto Barata)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, de Minas e Energia, deverão prestar depoimento num processo que apura se uma suposta organização criminosa atuou na Petrobras.

Decisão é do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. Temer pode ser ouvido por escrito, mandar as respostas sem a necessidade de estar presente na Justiça. O empresário Joesley Batista também foi arrolado como testemunha. 

O Ministério Público Federal afirma que os réus participaram de um esquema de desvio de dinheiro público e que existem "robustos elementos que apontam que eles integraram uma organização criminosa".

O caso foi investigado em 2017, quando o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou Temer por organização criminosa.

Segundo a PGR, um grupo de políticos do PMDB (atual MDB) se organizou para desviar recursos da Petrobras e de outros órgãos do governo. No caso de Temer, a denúncia foi barrada pela Câmara e teve o andamento suspenso. Mas, em relação aos demais denunciados, não.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email