Temer vai manter Blairo Maggi no governo?

Michel Temer havia prometido que demitiria todos os seus ministros que fossem denunciados pelo Ministério Público; nesta manhã, Blairo Maggi, da Agricultura, conseguiu ir além: foi alvo de uma blitz da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca e apreensão em sua residência, e é acusado de pagar mensalinho a deputados e de comprar apoio de conselheiros do Tribunal de Contas estadual; investida da PF contra mais um ministro de Temer veio da delação do ex-governador Silval Barbosa, que foi vice de Blairo; a questão é: Temer, que será também denunciado nesta quinta, vai cumprir a palavra ou deixar por isso mesmo?

Michel Temer havia prometido que demitiria todos os seus ministros que fossem denunciados pelo Ministério Público; nesta manhã, Blairo Maggi, da Agricultura, conseguiu ir além: foi alvo de uma blitz da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca e apreensão em sua residência, e é acusado de pagar mensalinho a deputados e de comprar apoio de conselheiros do Tribunal de Contas estadual; investida da PF contra mais um ministro de Temer veio da delação do ex-governador Silval Barbosa, que foi vice de Blairo; a questão é: Temer, que será também denunciado nesta quinta, vai cumprir a palavra ou deixar por isso mesmo?
Michel Temer havia prometido que demitiria todos os seus ministros que fossem denunciados pelo Ministério Público; nesta manhã, Blairo Maggi, da Agricultura, conseguiu ir além: foi alvo de uma blitz da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca e apreensão em sua residência, e é acusado de pagar mensalinho a deputados e de comprar apoio de conselheiros do Tribunal de Contas estadual; investida da PF contra mais um ministro de Temer veio da delação do ex-governador Silval Barbosa, que foi vice de Blairo; a questão é: Temer, que será também denunciado nesta quinta, vai cumprir a palavra ou deixar por isso mesmo? (Foto: Aquiles Lins)

247 - Michel Temer, apontado pela Polícia Federal como chefe de um "quadrilhão" que assaltou o Estado, havia prometido que demitiria todos os seus ministros que fossem denunciados pelo Ministério Público.

Nesta manhã, Blairo Maggi, da Agricultura, conseguiu ir além: foi alvo de uma blitz da Polícia Federal, acusado de pagar mensalinho a deputados e de comprar apoio de conselheiros do tribunal de contas estadual. 

Em seu acordo de delação premiada homologado pelo STF, o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB) acusou Blairo Maggi de participar de um esquema de corrupção no Estado. Silval relatou ao Ministério Público Federal que o senador Cidinho Santos (PR-MT) prometeu ajuda de Maggi, do atual governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), e do senador Wellington Fagundes (PR-MT) para que ele não fizesse delação premiada.

Maggi também é acusado de participar da compra de uma vaga no TCE-MT, para o conselheiro Sérgio Ricardo, e de pagar R$ 3 milhões ao ex-secretário de Estado Eder Moraes, para comprar seu silêncio. O Silval Barbosa foi vice-governador no segundo mandato de Blairo Maggi – de 2007 a 2010.

A questão é: Temer, que será também denunciado nesta quinta, vai cumprir a palavra ou deixar por isso mesmo?

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247