“Tenho muito orgulho da Dilma”, diz Lula

"Orgulho, tenho muito orgulho da Dilma", disse o ex-presidente Lula. "É importante lembrar que em 2013 a Dilma tinha quase de 75% de preferência eleitoral. Depois do que aconteceu a partir de 2013, eu acho que nem a imprensa avaliou direito, nem a esquerda, nem os cientistas políticos", afirma, sinalizando que a ex-presidente foi vítima de uma guerra híbrida, organizada fora do Brasil

“Tenho muito orgulho da Dilma”, diz Lula
“Tenho muito orgulho da Dilma”, diz Lula
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-presidente Lula aproveitou a entrevista concedida aos jornalistas Florestan Fernandes Júnior e Mônica Bergamo para também prestar homenagens à ex-presidente Dilma Rousseff. "Orgulho, tenho muito orgulho da Dilma", disse ele.

Lula deixou claro que Dilma foi vítima de uma guerra híbrida, assim como aconteceu em outros países. "É importante lembrar que em 2013 a Dilma tinha quase de 75% de preferência eleitoral. Depois do que aconteceu a partir de 2013, eu acho que nem a imprensa avaliou direito, nem a esquerda, nem os cientistas políticos", afirmou.

"O que foi a primavera árabe? Aquela loucura. Eu fiquei muito feliz quando derrubaram o Mubarak. E quem está governando? Uma junta militar. E não tem mais manifestação na rua. Invadiram a Líbia. Fazer o que fizeram com o Gaddafi. Eu achava ele muito parecido com o Cauby Peixoto. Ele tinha feito um implante de cabelo, utilizava muita base no rosto, aquelas panos de seda branco, tudo cheio de base. E ele não causava mal a ninguém. Aquela loucura de matar aquele cara, o que criaram na Líbia? Criaram uma guerrilha de verdade", lembra o ex-presidente.

"Eu sinceramente acho que o mundo está precisando de lideranças e nós não temos lideranças mundiais. Nós precisamos tentar, no campo da política, dizer o seguinte: quem vai resolver o problema do mundo é uma classe política séria, com partidos sérios, organizados seriamente, para poder consertar o país."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247