Toffoli equilibra colaboração e ação cirúrgica contra Bolsonaro

"O que Toffoli fez foi não apenas desrespeitoso aos outros dez ministros, foi de uma grande imprudência. Demonstra mais uma vez que não é só Bolsonaro que desconhece a natureza e a ética do cargo que ocupa”, diz professor de Direito sobre a reunião entre Toffoli, Bolsonaro e empresários

(Brasília - DF, 07/05/2020) Reunião com Braga Netto, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Dias Toffoli, Presidente do Supremo Tribunal Federal; e grupo de empresários.
(Brasília - DF, 07/05/2020) Reunião com Braga Netto, Ministro-Chefe da Casa Civil da Presidência da República; Paulo Guedes, Ministro de Estado da Economia; Dias Toffoli, Presidente do Supremo Tribunal Federal; e grupo de empresários. (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, tenta se equilibrar entre atos de colaboração a Jair Bolsonaro e ações contra o chefe do Executivo, na avaliação do professor de Direito Constitucional da USP Conrado Hubner.

O professor criticou a postura de Toffoli ao aceitar participar da reunião surpresa com Jair Bolsonaro e empresários, que foi inclusive transmitida via rede social, o ministro “aceitou entrar na armadilha”, segundo o professor.

“Ele representa a corte, mas é apenas um ministro entre onze. O que Toffoli fez foi não apenas desrespeitoso aos outros dez ministros, foi de uma grande imprudência. Demonstra mais uma vez que não é só Bolsonaro que desconhece a natureza e a ética do cargo que ocupa”, avaliou Hubner.

“Toffoli é um ministro disposto a colaborar com a violência do governo Bolsonaro. Tem feito muito para tanto. Passou a enxergar sua missão não como representante institucional da corte, como gestor da independência da corte, mas como uma espécie de articulador de bastidores”, completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247