Toffoli marca coletiva sobre julgamento de prisão em segunda instância

Presidente da Corte deve dar o voto de minerva no julgamento que debate a legalidade da prisão de réus condenados em segunda instância. Ministro já deu a entender que votará contra a antecipação da pena

(Foto: Reuters)

Revista Fórum - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, marcou uma coletiva de imprensa para esta quinta (7), logo após o julgamento das Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADC) que pedem a inconstitucionalidade das prisões após segunda instância. Toffoli é o último a votar e será, provavelmente, o responsável pelo voto de minerva do julgamento.

Toffoli interrompeu Mendes enquanto o ministro criticava a correlação do processo com o Caso Lula e deu a entender que vai acompanhar o entendimento do relator e se colocará contra a execução provisória da pena. “A própria Lava Jato em Curitiba pediu que ex-presidente saia do regime fechado”, afirmou, tirando do STF a responsabilidade pelo “Lula Livre”.

Leia mais na Fórum.

Conheça a TV 247

Mais de Poder

Ao vivo na TV 247 Youtube 247