Toledo, do Estadão, aponta fragilidade da candidatura Haddad

Mal situado nas pesquisas, dificilmente o candidato do PT conseguir ampliar sua coligao; a menos que o preo pago por Dilma seja alto demais

Toledo, do Estadão, aponta fragilidade da candidatura Haddad
Toledo, do Estadão, aponta fragilidade da candidatura Haddad (Foto: Divulgação)

247 – A cada novo artigo, o colunista José Roberto de Toledo, do jornal Estado de S. Paulo, se mostra um dos melhores analistas políticos do País. Sem tomar partido por A ou B, ele faz análises puramente técnicas. Na edição de hoje, ele apontou as fragilidades da candidatura de Fernando Haddad, que apareceu com apenas 3% na última pesquisa Datafolha. Confira um trecho:

"O problema petista imediato são as coligações perdidas. É muito mais difícil – e caro – convencer um partido a apoiar o 7º colocado do que o líder da pesquisa. Especialmente quando Dilma enfrenta uma rebelião na base de apoio ao seu governo. O PTB só é aliado do PT em Brasília. O PDT, cada vez menos. O PP malufista tucanou. O PSD Kassabista também. PRB, PC do B e PMDB têm candidatos próprios mais bem colocados que o petista. O PR ameaça com Tirirca. Sobra o PSB, talvez. Serão necessários muitos ministérios e muita verba federal para o PT seduzir outras siglas e levá-las para sua coligação. Sem isso, Haddad, que precisa de tempo na TV para o eleitor descobrir que ele existe, corre alto risco de ficar com menos tempo de propaganda do que o principal rival, o universalmente conhecido Serra. Se não fizer amigos e influenciar outros partidos, Haddad pode ficar empatado em inserções publicitárias com Gabriel Chalita (PMDB), que corre por fora e não perdeu pontos com a entrada de Serra.”

Ou seja: a alternativa mais barata e mais viável para o PT chegar ao segundo turno em São Paulo é reconhecer os erros do processo de 2012, voltar atrás e convidar a senadora Marta Suplicy para entrar na disputa – o que colocaria o partido em pé de igualdade com os tucanos, sem a necessidade de comprar qualquer aliado no plano local ou federal.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247