TSE constata nomes de pessoas mortas em lista de apoio ao Aliança pelo Brasil

Sete assinaturas correspondiam a eleitores que já estavam mortos, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral

(Foto: Marcos Correa - PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O TSE identificou nesta quinta-feira (5) nomes de pessoas mortas na lista de assinaturas de apoio ao partido Aliança pelo Brasil, legenda que Jair Bolsonaro tenta criar.

A advogada Karina Kufa, tesoureira do Aliança, pediu uma apuração interna. Em pelo menos um dos sete casos foi comprovado que o apoiador assinou a lista quase um mês antes de falecer.

"Nós adotamos o sistema de reconhecimento de firma justamente para impossibilitar o uso de fichas por eleitor falecido, como foi denunciado massivamente no momento da criação do PSD", disse Karina.

PUBLICIDADE

Para poder concorrer nas eleições, o Aliança precisa ter 491,9 mil assinaturas reconhecidas em cartório. A sigla apresentou mais de 80 mil assinaturas, mas apenas 6,6 mil foram aprovadas pelo TSE.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email