Vinte anos depois, Zélia se diz vítima de assédio sexual

Ex-ministro Bernardo Cabral, que tinha fama de sedutor e era conhecido como boto tucuxi, teria usado de seu poder para conquistar a ex-ministra da economia, no governo Collor

Vinte anos depois, Zélia se diz vítima de assédio sexual
Vinte anos depois, Zélia se diz vítima de assédio sexual (Foto: Jorge Nunes/Divulgação)

Amazonas 247 – Com fama de sedutor e o apelido de “boto tucuxi”, o ex-ministro da Justiça, o amazonense Bernardo Cabral, teria usado de seu poder para conquistar a ex-ministra Zélia Cardoso de Mello. É a revelação que ela faz, vinte anos depois do romance que abalou o governo Collor. Leia as notas de Monica Bergamo a respeito:

A ex-ministra da Fazenda Zélia Cardoso de Mello afirmou que seu romance com o colega Bernardo Cabral, da Justiça, no governo Collor, aconteceu por assédio da parte dele -que era casado. "Tenho até medo de me crucificarem, mas vou falar. Hoje acho que fui vítima de um... Como é que se chama no Brasil 'sexual harassment'?", disse em entrevista à "Claudia" de agosto.

"Ele já tinha sido indicado ministro, eu ainda não", disse Zélia. "Eu estava vulnerável. Não estou querendo me justificar, mas minha visão é que me deixei levar por uma situação de poder. [...] A pessoa em questão não tem nada a ver comigo. Zero! Não teve hábitos, educação e cultura parecidos com os meus. É como se me apaixonasse hoje por um cara qualquer que estivesse passando aí na rua."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247