700 homens para combater incêndios

Em audiência na CLDF o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal dá detalhes de como as tropas vão ficar mobilizadas no período de seca; a força contará com duas aeronaves e soldados para combater o fogo em áreas de preservação e regiões rurais

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasília 247 – O Corpo de Bombeiros já se prepara para o período de seca de Brasília. Em audiência pública na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) o batalhão garantiu que mobilizará duas aeronaves e 700 homens para combater os focos de incêndio que dificultam a qualidade do ar e agravam a seca no Distrito Federal.

A audiência foi organizada pelo distrital Joe Vale (PSB). A audiência discutiu a mudança de posicionamento das campanhas institucionais de prevenção à seca. De acordo com os presentes à audiência, o foco deve ser ampliado, pois o principal responsável pelos incêndios florestais não são as bitucas de cigarro, mas a queima de lixo.

Para o comandante do Grupamento de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiro Militar do DF. Franco de Oliveira, a corporação estará mais atenta aos atendimentos na zona rural e destacou que a palavra-chave para o sucesso na luta contra as queimadas "é a integração entre os distintos órgãos de governo".

O comandante deu alguns detalhes do plano de ação para combater os incêndios em 2012. "Estamos numa primeira etapa, de prevenção, com palestras na área rural e escolas. Estamos nos preparando para atuar na fase mais crítica, a partir de julho. Para tal, contaremos com mais duas aeronaves e 700 novos soldados que terão terminado sua fase treinamento", garantiu Oliveira.

Com informações da CLDF.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247