Ação do PT contra Deltan cai com Lewandowski, crítico à operação

O pedido do PT para que o Supremo investigue os procuradores Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon foi para as mãos de Ricardo Lewandowski, um dos integrantes da corte mais críticos à Lava Jato; a ação trata de mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil segundo as quais os procuradores buscam enriquecer com o prestígio obtido na operação

(Foto: STF - Divulgação)

247 - O pedido do PT para que o Supremo investigue os procuradores Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon foi para as mãos de Ricardo Lewandowski, um dos integrantes da corte mais críticos à Lava Jato. A ação trata de mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil segundo as quais os procuradores buscam enriquecer com o prestígio obtido na operação.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que "o ministro já tinha ficado, este mês, com uma demanda do partido para se investigue Sérgio Moro. Ele assume os processos em agosto, depois do recesso. Membro da Segunda Turma do Supremo, Lewandowski costuma votar contra a Lava Jato."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247