Alcolumbre indica que não pautará ajuda aos estados e manda indireta para Maia: 'agora vai ser na reciprocidade'

Cobrado pelo senador Jorginho Mello (PL-SC) sobre outro assunto, Alcolumbre se confundiu e indicou que ajuda financeira aos estados não será pautada

(Foto: ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Enquanto o Senado discutia um projeto que prorroga por dois anos os contratos temporários de médicos veterinários ligados ao Ministério da Agricultura, nesta terça-feira, 14, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi cobrado pelo senador Jorginho Mello (PL-SC) se havia conversado com Rodrigo Maia (DEM-RJ) sobre projetos já aprovados no Senado ou que aguardavam votação na Câmara dos Deputados.

O deputado do PL é autor do texto que institui o Programa Nacional de Apoio as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que visa o desenvolvimento e fortalecimento dos pequenos negócios. A matéria foi aprovada no Senado na semana passada e não foi pautada para apreciação na Câmara nos próximos dias. 

Alcolumbre, entretanto, confundiu-se, acreditando que o senador estava cobrando sobre o projeto aprovado na Câmara na segunda-feira, 13, que dá ajuda financeira aos estados brasileiros durante a pandemia do coronavírus, e respondeu que há havia conversado com Maia e complementou: “Por isso que nós não vamos pautar o projeto que eles aprovaram ontem (segunda). Agora vai ser na reciprocidade”, indicando que não colocará na pauta a ajuda financeira aos estados.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247