Alexandre de Moraes designa para inquérito contra Bolsonaro delegado que havia sido afastado por novo diretor da PF

A designação de Alexandre Moraes, do STF, foi comunicada ao Diretor-Geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, que afastou Leal do Sinq em abril

Alexandre de Moraes
Alexandre de Moraes (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o delegado Felipe Leal, chefe do Serviço de Inquéritos Especiais (Sinq), grupo responsável por investigar autoridades com foro privilegiado, continue conduzindo inquérito que apura a possível interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF). O inquérito foi aberto após denúncia do ex-ministro da Justiça Sergio Moro.

"Este inquérito, inicialmente presidido pela Delegada de Polícia Federal CHRISTIANE CORREA MACHADO, passou a ser conduzido sob a chefia do Delegado de Polícia Federal FELIPE ALCÂNTARA DE BARROS LEAL, então chefe do SINQ/CGRC/DICOR, que deverá, considerado seu conhecimento técnico da presente investigação, ser mantido na presidência do inquérito", diz despacho do ministro Moraes.

A designação de Moraes foi comunicada ao Diretor-Geral da PF, Paulo Maiurino, que afastou Leal do Sinq em abril. Foi escolhido para o lugar de Leal o delegado Leopoldo Lacerda, que chefiava a delegacia de combate ao crime organizado em Alagoas. 

PUBLICIDADE

O Sinq é responsável por todas as investigações em andamento contra políticos que tramitam perante o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email